Skip to content

Entrevista com especialista: Ir ao cinema com o bebê faz bem!

13 de outubro de 2009

A dica de hoje foi dada pelo Cine Materna em uma entrevista com a Pediatra Prof. Dra. Honorina de Almeida

  • Com quanto tempo o bebê pode sair de casa?

Em princípio um bebê saudável pode sair de casa desde as primeiras semanas de vida. No entanto, como é uma situação nova para o bebê, a mãe e o pai, requer uma fase de acomodação. Nessa fase o bebê está adaptando-se ao mundo fora da barriga da mãe, então é importante que as saídas sejam planejadas e  aconteçam de maneira gradual. As mulheres podem estar ainda muito cansadas (do parto, das noites sem dormir) e sensíveis. Os pais, por sua vez, também estão muito envolvidos e cansados com noites mal dormidas, ocupados com o retorno ao trabalho.
Então a resposta à pergunta é: não tenha pressa, mas também não espere o bebê “fazer um ano”. Lembre-se que o bem estar do bebê caminha junto com o bem estar da família. Respondendo a pergunta, podemos dizer que um bebê está pronto para sair de casa, quando seus pais estiverem prontos.

  • Não é perigoso para a saúde do bebê um ambiente fechado como o cinema?

Se pensarmos no ambiente de uma sessão de cinema comum, que está preparada para receber pessoas adultas e crianças maiores, pode realmente ser inadequado para o bebê e também para seus pais que podem ficar constrangidos, por exemplo, se o bebê chora. Mas isso muda se pensarmos em uma situação especial de um cinema que se propõe a realizar uma sessão para pais acompanhados de seus bebês. O ambiente deve ser adequado para esse público. O ar condicionado deve ser colocado em uma temperatura adequada, o volume do som deve ser reduzido e deve-se dar preferência para as primeiras sessões do dia.

  • Não há muitas bactérias no ar condicionado?

Essa é uma grande preocupação dos pais. E com razão, pois para garantir um ar limpo, os filtros do sistema de ar condicionado devem receber manutenção constante. O melhor é procurar um cinema de uma empresa conceituada.

  • O som não afeta a audição de um bebê?

O som no cinema pode ser muito elevado e deixar o bebê um pouco irritado. Numa sessão onde bebês estão presentes, o volume do som deve ser diminuído.

  • O que muda no relacionamento mãe e bebê?

Esse é o ponto de maior impacto na iniciativa da CineMaterna. Principalmente em cidades muito grandes, a rede socio-familiar de mulheres que estão com bebês pequenos, fica muito reduzida. Muitas mulheres passam a sofrer de um isolamento social que não faz nada bem, nem para as mulheres e muito menos para os bebês.
Um bebê dá muito trabalho, é certo, mas se uma mãe, que cuida do seu bebê sabe que num determinado dia ela vai encontrar outras mães, conversar um pouco e ver um bom filme, esses meses iniciais ficam muito mais fáceis e gostosos. O bebê deixa de ser o motivo do isolamento e passa a ser o facilitador da construção de relações sociais. E isso é muito bom.

***

Prof. Dra. Honorina de Almeida – Pediatra, Doutora em Pediatria do desenvolvimento pela Universidade de Freiburg/Alemanha, Especialista em Aleitamento Materno pelo International Board of Lactation Consultant, Pesquisadora do Instituto de Saúde da SES.

***

Baby Online

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: